A sabedoria e a inteligência são faróis para a santidade

Quando inteligência e sabedoria se encontram, elas abrem caminhos seguros para a santidade

“Feliz do homem que encontrou sabedoria, daquele que adquiriu a inteligência e fez delas faróis para santidade” (Provérbios 3,13).

Sabedoria e inteligência nem sempre caminham juntas, pois provêm de fontes distintas. A inteligência, vem como o esforço humano; a sabedoria, como dom de Deus, ou seja, são como águas que brotam de fontes distintas. Uma não é garantia da outra. Já encontrei pessoas brilhantes, mas com pouca sabedoria. Pessoas cultas, mas com pouca inteligência.

Parece-me que a inteligência, quando usada com honestidade, pode favorecer a forma de processarmos e articulamos pensamentos bem elaborados que ajudam o mundo. O risco é que, quando a inteligência está sozinha, pode ser um fracasso iminente.

Já a sabedoria pertence ao contexto da humildade: ao evitar o orgulho, voa alto. É a partir dela que descobrimos o equilíbrio para as nossas ações, e até mesmo o discernimento para as nossas escolhas mais íntimas. A sabedoria se apresenta como algo mais elevado e ainda mais profundo que a inteligência. É um segundo andar que requer esforço para ser alcançado; o qual só se pode chegar com o suor da experiência e com muita paciência.

Quando inteligência e sabedoria se encontram, abrem caminhos seguros para a santidade. Pessoas que conciliam inteligência e sabedoria, às vezes, são raras de se encontrar, mas existem; são elas que revolucionam, inovam e transformam o mundo com o poder da santidade.

Gosto de pensar que, com sabedoria e inteligência, vivemos a luz de dois faróis, que iluminam o caminho para a santidade. Como estão a sabedoria e a inteligência em você?

Deus abençoe
Ricardo Rezende

Confira também:
.:Santidade para o nosso tempo
.:Como seguir os passos dos santos e viver uma vida de santidade?

 

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

Ricardo Rezende