Quem recebe aquele que eu enviei recebe a mim

Para receber aquele que Jesus envia é preciso retirar-se para dar-Lhe espaço

Muitas palavras, tais como cuidado, compreensão e consolo têm sido usadas pelo homem dos nossos dias afim de buscar a cura da distância do outro. Eu prefiro a hospitalidade que nos coloca de igual e nos tira da categoria da superioridade, sendo ela a menor entre todas, e, com sua sutileza e discrição, causa efeitos extraordinários. Pouco apreciada, porque não ostenta nem promove nosso ego. Mas a hospitalidade já salvou muitos!

Ela é a virtude que permite transpor a estreiteza de nossos individualismos para abrir a nossa “casa” para o estrangeiro com a esperança de que, adentrando em nossas vidas, possa encontrar algo que lhe faça sentido e o impulsione em direção à cura. Não acredito na ajuda sem a proximidade, tão pouco orientação por atacado: se queres ajudar alguém, invista tempo, dê-se a conhecer e preste-se a conhecer o outro.

Jesus disse: “Quem recebe aquele que eu enviei recebe a mim” (Jo 13,20). Paulo exorta os Romanos para que eles se esmerem na prática da hospitalidade (Rm 12,13), e Pedro dá uma ordem para que exerçam a hospitalidade uns para com os outros (I Pr 4,9). Um princípio evangélico que é o antídoto para todas as doenças da alma. O individualista é incapaz de prestar atenção, de ouvir e gastar tempo. Ele está sempre preocupado com suas próprias necessidades e aborrecimentos, não consegue sair de si para chegar ao outro.

Qualquer pessoa que deseja ser um verdadeiro “curador de almas”, como orienta Jesus, precisa prestar atenção naquele que chega, que Ele mesmo envia. De forma desinteressada, precisa estar no lar de si mesmo e estar aberto para que o outro entre e descubra o centro da sua vida em seu coração.

Só assim seremos capazes de levar sossego às almas aflitas, e mesmo quando elas estão impelidas por milhares de diferentes conflitos, estaremos sempre “por ali”. Como é possível criar alojamentos e espaços para que alguém mais possa entrar livremente, sem se sentir um intruso? Para receber aquele que Jesus envia é preciso retirar-se para dar-Lhe espaço.

Deus o abençoe! 
Ricardo Rezende

Confira também:
.:Como escutar o próximo com misericórdia?
.:A disposição para receber os dons do Espírito
.:Por que visitar os enfermos é uma prática de misericórdia?

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

Ricardo Rezende