Onde está a minha cruz?

A compreensão deste mistério – a cruz – e seu lugar em nossa vida cristã corriqueira, especialmente em momentos de dor incompreensível, é, de fato, um dos nossos mais árduos e libertadores caminhos.

Entretanto, quando corajosamente olhamos para nós mesmos à procura dessa imensa graça, vamos concordar com São Felipe Neri quando este nos ensina: “Os homens são, frequentemente, os carpinteiros de suas próprias cruzes”.

Já havia refletido assim?

Com orações,
Ricardo Sá

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

Ricardo Sá