Gemendo ou gritando, precisamos rezar!

Quando a dor é muito grande, os gemidos podem se tornar oração. Gemidos são distintos de gritos, isso é óbvio, pois os gritos podem ser ouvidos à distância; todavia, só escutam os gemidos quem tem a coragem de se aproximar daquele que padece, à semelhança de um bom amigo.

Deus se faz sempre próximo como amigo e sabe decodificar cada gemido nosso. Mas se no desespero da dor escapar um grito de quem se sente abandonado, sozinho talvez, ele não ficará escandalizado, pois é amigo, não se envergonha da nossa miséria, é sempre presente, é Pai das Misericórdias e nos consola em todas as nossas aflições (cf. 2Cor 1,4).

No dia de hoje, gemendo ou gritando, transforme sua dor em oração. Há um Deus disposto a enxugar nossas lágrimas e Ele não se cansa de nos ouvir!

Deus abençoe o seu dia!

Seu irmão,
Padre Edmilson Dias
Maranathá, vem Senhor Jesus!

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

Padre Edmilson Dias

↑ topo