Na verdade, o que é ser santo?

Confira também: Ricardo Sá reza por aqueles que precisam de cura interior

A liturgia destes dias nos ajuda a focar no amor

Não é possível falar de santidade sem falar do modo que vivemos em relação a quem tem fome e podemos dar-lhe de comer, quem está preso e podemos visitá-lo, tem sede e podemos dar-lhe de beber.

Que bom que é assim, pois podemos pensar santidade como, na verdade, ela é! Coisa próxima, factível, bem aqui do nosso lado, em nossa casa, onde trabalhamos, no hospital de nossa cidade, no vizinho que está doente, em quem precisa de nossa presença e apoio.

Não precisamos ir muito longe para encontrar alguém que precise de nossa ajuda! Já percebeu?

Com orações,
Ricardo Sá

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

Ricardo Sá

↑ topo