Diga “eu te amo”

Esses dias, peguei um desenho da minha filha caçula, de 6 anos. Ela desenhou as duas irmãs com ela de mãos dadas, coloriu e escreveu: “Eu te amo!”.

Um dia desses, de manhã, ela parou e me disse: “Mamãe, preciso te dizer algo: “Eu te amo tanto que você não tem nem noção!”.

Ela não tem idade para tudo isso, ainda está sendo alfabetizada, mas tem idade para dizer que ama, porque foi estimulada.

Em casa é lugar de dizer sempre “eu te amo”. Pai e mãe, mãe e filhos, pai e filhos.
Sempre teremos desafios na família, mas não podemos deixar esfriar nossos relacionamentos. Dizer “eu te amo” é fundamental.

Se já esfriou, recomece!

Confira também: Os filhos estão com excesso ou falta de amor

Amanhã, encontramo-nos aqui para conversarmos sobre gritaria dentro de casa.

Espero você.

Com carinho,
Paula Guimarães

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

Ana Paula Guimarães

↑ topo