Corrija com amor, não com irritação

Valerá a pena treinar-se para nunca agir na irritação.

Deus não mora nos corações agitados e sei que você não se lembra de nenhuma vez que tenha agido dessa forma e tenha dado, de fato, certo. Nunca corrija irritado; é melhor deixar para depois. A correção, feita sem amor, promove um estado de alma pior do que o anterior, especialmente em quem é corrigido.

Nesses momentos, será melhor deixar para depois.

Com carinho e orações,

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

Ricardo Sá

↑ topo